PortuguêsEnglish
2021.11.15

Casa Nova

Português

Pouco tempo depois que a pandemia começou, eu saí do Rio de Janeiro e fui morar na casa dos meus pais. Foi uma decisão que tinha como base sair de um centro urbano muito mais propenso a uma grande crise de saúde sanitária. Outra razão era ficar mais perto dos meus pais.

Logo em seguida, veio a uma ideia: convidar a minha namorada para vir morar conosco, ao menos durante alguns meses. Até que tudo voltasse ao normal. Mas dois meses depois, todos começamos a ver que a pandemia duraria mais tempo.

Foi então que fiz uma segunda proposta para minha namorada: ir morarmos sozinhos. Levar meus dois cachorros, e tentar viver inteiramente por nossa conta. A cidade escolhida seria Uberaba, onde ela trabalha e estava com previsão de voltar ao modelo presencial mais brevemente.

Em poucas semanas, fomos para Uberaba, achamos um apartamento todo mobiliado e mudamos. Éramos donos da nossa própria aventura. A grande oportunidade de conhecer intimamente um ao outro.

O experimento deu certo. Em alguns meses eu pedi ela em casamento. 9 meses depois, nos casamos. E agora compramos a nossa própria casa. Juntos. Meio a meio.

Tem sido uma experiência fantástica e, no meio desta pandemia toda, talvez 2021 seja o ano mais importante da minha vida.

Corretora

Encontrar um imóvel já foi uma tarefa complexa. Hoje com a internet, facilitou demais. Não é o mesmo que comprar cerveja na Amazon, mas já não é aquele bicho de sete cabeças. A grande razão disso é resistência do mercado imobiliário a embarcar na mudança. E dos grandes valores que eles perderiam se o fizessem.

O trabalho dos corretores poderia ser dividido em três grandes etapas:

Minha experiência em todos estes anos com corretores de imóveis é péssima. Por isso minha primeira ideia foi fazer o máximo possível sem auxílio de qualquer um. Visitei e liguei diretamente para os proprietários o quanto pude. Um quase fechou negócio, mas desistiu em cima da hora.

No final, tivemos de usar serviços de uma imobiliária. Como imaginei, acrescentaram pouco e aumentaram consideravelmente os valores. 10%. Afinal, eu poderia ter feito tudo sozinho. Inclusive fiz muitas das etapas sozinho mesmo.

Caixa

Uma grande vantagem do financiamento mobiliário é que ele tem taxas de juro realmente baixas. Abaixo dos valores de investimentos seguros e líquidos, Assim, se a pessoa tiver o dinheiro guardado para comprar, vale a pena financiar ao máximo. Vai pagar as parcelas por anos a fio, mas o dinheiro guardado vai render mais. No final, é possível ganhar dinheiro.

Outra curiosidade é a possibilidade do uso do FGTS. É um dinheiro que todo empregador é obrigado a depositar no governo para o empregado. Mas o empregado não pode usar. Fica nas mãos do estado, rendendo praticamente nada (afinal, ele é usado justamente para financiar imóveis populares a juros baixos). Usar este recurso para abater o principal da dívida é uma estratégia certeira para fazer ele render.

De todos os bancos que operam no Brasil, um se destaca: Caixa Econômica Federal.

  1. Ela é a guardiã e gestora dos recursos que o Estado tem com a população, como FGTS.
  2. Já foi a principal financiadora imobiliária pelas baixas taxas praticadas, mas que nos últimos anos ganhou competição de outros bancos privados.
  3. É o pior banco. Atendimento péssimo. Produtos péssimos. Taxas péssimas. Hoje em dia somente popular entre as pessoas simples que precisam desesperadamente de dinheiro. E recorrem ao nome tradicional da CEF.

Tinha como meta não usar a Caixa, mas não deu certo por um pouco. Justamente perto de fechar a operação, o Banco Central sinalizou um aumento dos juros e todos os bancos reagiram rapidamente. A Caixa manteria os valores por algumas semanas. Faria diferença.

Acostumados a tratar com gente simples, eles passaram a usar táticas de pressão para venda casada com outros produtos. A gerente disse que eu teria de fazer uma “reciprocidade” à gentileza da Caixa de dar uma taxa baixa ao contratar um seguro de vida. Ou título de capitalização. Ou investir um montante com eles. Nada disse era verdade. No último minuto ainda teve a ousadia de dizer que se eu não contratasse alguma coisa, que ela ia ficar com uma cara na frente do colegiado que avalia empréstimos. Tenho tudo gravado em áudio e mensagens.

Não contratei nada. Apenas o estritamente necessário. Meses depois ainda me dão dores de cabeça. Mas é preciso ser forte.

Lar Doce Lar

A experiência de comprar um imóvel é ao mesmo tempo gratificante e estressante.

Estamos super felizes com o resultado, pois estamos morando num lugar gostoso, silencioso por ser mais na periferia da cidade, e estou investindo em melhorias todos os meses.


Ouça os meus conselhos:

Bruno 𝕄𝔸𝕊𝕊𝔸